LibertaGia burlou 1,8 milhões investidores – PJ e Justiça de Espanha investigam fraude

Publicado a 13 Agosto 2015

Fraude LibertaGia notícia em PortugalPolícia Judiciária em Justiça de Espanha já estão a investigar fraude LibertaGia. Esquema em pirâmide prometia retorno de 350%, a abrir sites durante segundos. CUIDADO!

Há muito tempo atrás já tínhamos alertado os nossos leitores para esta fraude multinível. O nosso primeiro alerta foi de 19/11/2013, com o alerta de fraude LibertaGia., mas ao longo do tempo alertamos várias vezes par Mais uma vez, acertamos!!

Não havia qualquer negócio por detrás, para sustentar o retorno prometido. O dinheiro dos novos “investidores” era usado para pagar a alguns dos antigos “investidores” e encher as contas bancárias dos principais envolvidos no esquema.

O esquema LibertaGia foi criado em outubro de 2013 e por mais estranho que pareça, nessa altura teve bastante destaque por parte de vários meios de comunicação portugueses.

Atenção! Isto não é marketing multinível. No marketing multinível, o afiliado tem que vender produtos/serviços. É uma pirâmide financeira.

A 12 outubro 2013, o título no Público era “Tecnológica brasileira investe 1 milhão de euros e cria 50 empregos em Lisboa“, mas a realidade foi bem diferente. Essa notícia foi manipulada, para desde o dia 1 do esquema recrutar novos afiliados.

Menos de um ano depois de ter sido criada, em agosto 2014, o esquema deixou de pagar. Continuou a entrar novos investidores (e dinheiro), mas ninguém conseguia retirar dinheiro.

Como já não existia mais dinheiro e queriam continuar a burlar mais pessoas, ainda continuaram com várias estratégias muitos comuns, utilizadas pelas fraudes para enganar o maior número de pessoas.

Rui Salvador, Presidente da LibertaGia, num dos seus muitos vídeos usados para acrescentar credibilidade ao esquema em pirâmide.

Rui Salvador, Presidente da LibertaGia, num dos seus muitos vídeos usados para acrescentar credibilidade ao esquema em pirâmide.

Em setembro de 2014, o ex-diretor da LibertaGia Willian Gil desvendou a fraude. Publicou vários vídeos a expor o golpe quase perfeito, que tinha como testa de ferro, o Rui Salvador, um ex-camionista de autocarros e empregado de mesa, que se apresentava como um visionário e tinha dotes de “apresentador evangélico”.

Em novembro 2014, começaram os primeiros afiliados a reclamar o dinheiro de volta. É típico as vítimas esperarem muito tempo até começarem a reclamar…

Empataram as vítimas até 28 abril 2015 e, sabendo que já estava difícil de continuar a mentir, usaram uma nova estratégia: criaram uma nova empresa fantasma LibertaGia Mondial Portugal SA e culparam a empresa JoiadMirada – Sociedade Unipessoal, Lda.

Finalmente, a 11 agosto 2015 a fraude LibertaGia foi notícia em Portugal, por burlar mais de 1,8 milhões de investidores e estar a ser investigada pela Justiça de Espanha e, agora, pela Polícia Judiciária.