Diferenças entre Dívida Má e Dívida Boa

Publicado a 13 Agosto 2013

Saiba quais são as principais diferenças entre a dívida má e a dívida boa. Prepare-se para não entrar em problemas financeiros que você não consegue resolver. Aprenda agora!

Antes de você pedir dinheiro e se endividar, é importante conhecer as diferenças entre a dívida má e a dívida boa, caso contrário você está a criar problemas financeiros graves para si, que no futuro poderão significar uma série de dificuldades, entre elas a insolvência pessoal.

O que é a Dívida Má?

A dívida má é normalmente canalizada para o consumo, isto é, aquisição de diversos artigos ou gastos supérfluos, má utilização do cartão de crédito, entre outras coisas. Geralmente está relacionada com a compra de coisas que você não precisa e que, caso tenha que vender no futuro, não valem nada ou desvalorizaram bastante.

Você paga a fundo perdido, pois não existe maneira de recuperar – por isso é que são más. No geral, financiam estilos de vida de rico para pessoas que não são. Não compram riqueza, compram a aparência de riqueza. Este é o dinheiro mais caro do mundo porque provém de trabalho futuro.

O que é a Dívida Boa?

Por outro lado, a dívida boa é aquela que lhe permite comprar um ativo que a longo prazo será produtivo. Por exemplo, a compra de uma casa ou de uma loja, a educação dos seus filhos ou o capital inicial para abrir um negócio, entre outros.

A dívida boa é aquela que é paga pelos seus clientes, através do seu negócio. Isto é, você em cada venda ou serviço está a cobrar uma parte do dinheiro para pagar a dívida que teve que fazer para abrir o negócio. É chamada a dívida de investimento e proporciona-lhe a alavancagem através do dinheiro de outro, em geral do banco. O uso inteligente desta dívida por tornar-lhe rico.

Para classificar as dívidas, nós seguintes os seguintes critérios:

  • O valor em troca que deve pagar para usufruir do bem que comprou
  • O fluxo de caixa que pode proporcionar
  • A taxa de juro da dívida