3 Conselhos para Eliminar Dívidas em Tempos de Crise

Publicado a 30 Setembro 2013

Prepare-se para enfrentar todas as suas dívidas e pagar em tempo recorde. Aproveite a crise para pagar tudo aquilo que deve. Siga estes 3 passos agora!

Segundo Ana Mileta, Coach de empresários e gestores de sucesso, a solução para a crise não está em poupar ou não gastar, isso vai simplesmente fazer com que alguns dos seus rendimentos também baixem. A solução está em promover o movimento de dinheiro através destes 3 passos, para fazer crescer a sua conta bancária em tempos de crise.

Diante do panorama económico atual, criou-se uma apatia e negatividade generalizada. As pessoas não se querem responsabilizar pela situação. Pensam que a crise é uma espécie de entidade que chegou e que não existe nada a fazer para resolvê-la e melhorar a sua vida. Pelo contrário, mesmo apesar do clima económico estar mais difícil, você pode aproveitar para ter sucesso.

A crise é a consequência de um comportamento económico humano do qual todos nós somos responsáveis em maior ou menor medida. Se seguirmos a agir da mesma maneira, diante desta situação, você simplesmente não vai mudar nunca.

Uma frase que ouvimos constantemente é: “Não existe dinheiro!”, e nós nos perguntamos: O que passou com o dinheiro? Deitaram o dinheiro fora? O dinheiro continua aí, o problema é que está parado. A solução não está em poupar ou não gastar, isso para tudo, a solução passa por promover o movimento do mesmo.

Aprenda com este artigo a mobilizar o seu dinheiro para criar riqueza e obter um bom rendimento extra com as suas poupanças ao longo dos próximos meses:

  1. Invista – O dinheiro parado na sua conta não serve de nada, o dinheiro tem que estar em movimento, tanto para continuar a ganhar dinheiro, como para a economia continuar a mover. Invista em si mesmo, no seu negócio, na sua formação, você nunca irá ficar arrependido de fazer isso.
  2. Inove – Renove-se, tanto na sua forma de pensar como de agir. O que funcionava até agora já não funciona. É o momento certo para mudar a sua forma de fazer as coisas, para que estas saiam da maneira que você quer. A sua forma de pensar é o mais importante, pense positivo, perca o medo e tire o máximo partido dos seus erros.
  3. Seja proativo – Não fique de braços cruzados esperando que venham tempos melhores, talvez nunca cheguem e este momento seja a sua melhor opção. Aja agora. Se você não sabe como começar, ponha-se a investigar mas não deixe que o seu futuro económico fique nas mãos da sorte, da falsa segurança ou da gestão de outros.