Dívidas que devo pagar primeiro

Publicado a 1 Dezembro 2012

Saiba quais são as dívidas que deverá pagar primeiro para poder poupar dinheiro e não entrar em situação de incumprimento. Conheça o conselho dos consultores e gestores de contas bancárias e famílias endividadas.

Às vezes pode acontecer você estar numa situação um pouco mais fácil em termos financeiros, e não ter a possibilidade de pagar todas as dívidas, por isso é necessário saber quais são os compromissos mais importantes, para não piorar ainda mais a sua situação. Noutras ocasiões vai começar a pensar em, como obter dinheiro rápido, que poderá ajudar em muito, a pagar todo o dinheiro emprestado que está a dever.

Para fazer uma lista de prioridades de pagamento, nós vamos basear-nos num conceito claro: que as dívidas são mais prejudiciais para si, se não as pagar. Segundo este critério, é necessário priorizar e começar a pagar o dinheiro que deve em:

  1. Dívidas com aval ou garantia de pagamento – Por exemplo, um crédito hipotecário. O incumprimento do pagamento mensal vai levar a que perca o imóvel hipotecado, e isso irá afetar severamente a sua situação financeira e psicológica, sendo determinante no modo como irá pagar todo o dinheiro emprestado.
  2. Dívidas por serviços imprescindíveis – Entrar em situação de incumprimento no pagamento de serviços imprescindíveis, poderá apresentar-lhe um grande problema. Está relacionado com alguns serviços básicos, como a alimentação, a eletricidade, água potável, medicamentos, etc.
  3. Dívidas sem aval – O passivo não resultará na perda dos seus bens ou da penhora do salário, contudo podem ser levadas até tribunal e posteriormente os credores poderão decidir o que irá acontecer. Isto é comum no caso de falta de pagamento de faturas de Internet, Telefone, créditos pessoais, cartões de crédito, entre outras coisas.
  4. Dívidas com pessoas – Se está a dever dinheiro a familiares, amigos ou conhecidos, podem carecer de um documento por escrito (são empréstimos entre particulares com a aceitação verbal de ambas as partes). Quem lhe emprestou o dinheiro poderá estar a precisar do capital para investir em alguma coisa ou para fazer face às despesas. Neste caso, se faltar ao pagamento, você também poderá ser levado a tribunal e ser obrigado a pagar o dinheiro através da penhora dos seus bens ou do salário.