CÚMPLICE DE WANZELER (TELEXFREE) PRESO COM $20 MILHÕES ESCONDIDO NO COLCHÃO

Publicado a 8 Janeiro 2017

Cúmplice de Carlos Wanzeler dono da TELEXFREE foi apanhado com 20 milhões de dólares escondidos no colchãoO cúmplice de Carlos Wanzeler foi apanhado nos EUA com 20 milhões de dólares escondidos no colchão. Estava nos EUA para enviar dinheiro do crime TELEXFREE para o Brasil. ALERTA!!

Ups… o dono fugitivo da PIRÂMIDE TELEXFREE nos EUA, o Carlos Wanzeler e o seu sobrinho não esperavam por esta. Eles não foram apanhados… mas o “mensageiro” foi apanhado e… vai revelar toda a verdade. É f*da a vida de golpista!!

Caso você não se lembre, a TELEXFREE é um Esquema em Pirâmide que enganou 965 mil pessoas em todo o mundo e em abril 2014 pediu a falsa falência de 5 mil milhões de dólares… para ganhar mais alguns dias para os donos da PIRÂMIDE movimentarem o dinheiro e fugir.

Um mês após o pedido de falsa falência o James Merrill foi preso. Em outubro declarou-se culpado de fraude e conspiração. O brasileiro Carlos Wanzeler fugiu para o Brasil… mas… teve que ir de carro escondido dos EUA para o Canadá e, aí.. pegar o avião para o Brasil. Não podia sair dos EUA para o Brasil… porque as autoridades do Aeroporto dos EUA iriam prendê-lo.

Infelizmente… o FARAÓ Carlos Wanzeler não pode ser extraditado do Brasil. É a lei… que ajuda criminosos a cometer crimes e a fugir das suas responsabilidades.

Quem é o cúmplice de Carlos Wanzeler e do sobrinho? Tudo o que aconteceu!

Os Procuradores Federais dos EUA apreenderam no dia 5 janeiro 2017 20 milhões de dólares dentro de um colchão, do brasileiro Cléber Rene Rizério Rocha, de 28 anos. Foi preso no apartamento em Massachusetts, onde foi descoberto o dinheiro.

Cléber Rocha foi acusado de lavagem de dinheiro do esquema TELEXFREE. Era o “mensageiro” de Carlos Wanzeler e do sobrinho. Depois da prisão, ainda deu tempo para apagar o seu perfil no Facebook… mas… guardamos uma cópia…

Cleber Rene Rizério Rocha foi preso tentando retirar dinheiro do crime TELEXFREE dos EUA

Segundo a notícia da Globo, a investigação norte-americana descobriu que Cléber Rocha atuava como mensageiro. No dia 31 dezembro 2016, Cléber Rocha chegou aos EUA e entregou uma mala com 2,2 milhões de dólares a uma pessoa que colabora com as investigações da procuradoria de Boston.

Depois desse encontro, os agentes federais seguiram Cléber Rocha até a um apartamento em Westborough, em Massachusetts, onde prenderam o brasileiro. Após a prisão, os investigadores voltaram ao apartamento e descobriram o dinheiro escondido no colchão. No total encontraram 20 milhões de dólares.

A queixa crime das autoridades dos EUA informa que Cléber Rocha atuava em nome do sobrinho de Wanzeler e abordou uma testemunha que cooperava com as autoridades para falar sobre a lavagem de um dinheiro que estava nos EUA, utilizando contas em Hong Kong e movimento os fundos para o Brasil.

Cléber teria pedido ajuda para transferir 40 milhões de dólares no total, para fora do país, porque a mulher de Carlos Wanzeler estava pedindo o divórcio e sabia onde estava escondido o dinheiro.

Ainda existe mais dinheiro escondido…

Carlos Wanzeler e a sua mulher Katia Wanzeler

Não é preciso ser esperto para saber que o dinheiro era de Carlos Wanzelerque queria para fazer boa vida com o dinheiro dos OTÁRIOS da TELEXFREE no Brasil…