Como ter um registo de todos os gastos

Publicado a 21 Fevereiro 2013

Saiba quais os gastos que você deve colocar no seu registo de gastos. Aproveite para começar a escrever todos os seus gastos, dívidas e dinheiro disponível. Evite ficar com problemas financeiros.

Uma das melhores maneiras de conhecer sempre a sua situação financeira real, é através de um controlo exaustivo de todos os seus gastos. Já vimos algumas formas de controlar os gastos anteriormente, através dos artigos sobre truques para gastar menos dinheiro, fazer dinheiro extra, entre outras coisas.

Conhecer exatamente onde você gasta o seu dinheiro pode ajudar-lhe por um lado, a identificar o grau de necessidade de cada gasto, e por outro lado, a conhecer em que campos você pode tentar reduzir os seus gastos. O que você deve pretender é reduzir os gastos em algumas coisas que não são imprescindíveis para poder dedicar esse dinheiro a pagar outras dívidas ou as contas que recebe todos os meses, melhorando desta forma a sua situação financeira.

Plano mensal de gastos

Primeiro você deve fazer um plano de gastos mensais. Tente ter preparado este plano ainda antes de começar cada mês, para você ter tempo de realizar as variações ocasionais que podem dar-se, tanto nos gastos como nos rendimentos disponíveis.

Gastos por categoria

Para ter consciência sobre a importância de cada gasto, é importante você apontar os pagamento por categoria. Algumas categorias que você deve ter são: hipotecas, alugueres, seguros, gás, eletricidade, água, telefone, Internet, gasolina, manutenção do carro, créditos e vários pagamentos, comida, roupa, material escolar, saúde, cuidado pessoal, etc. As categorias são imensas, por isso mesmo deverá ter em atenção para não criar categorias duplicadas. Faça um resumo com os gastos, e não se esqueça também de incluir dois campos extra, um para gastos mínimos e outra para imprevistos.

Imprevistos

É natural haver um mês ou outro onde você tem gastos imprevistos e que, ao fim do mês acabam por lhe dar cabo do orçamento que você tem disponível para gastar. Por isso, tente ao máximo prevenir estes gastos e coloque sempre de parte pelo menos 10% do seu rendimento mensal para este tipo de problemas.

Gastos Vs. Rendimentos

Uma vez criado o relatório de gastos, você deve aumentar o rendimento disponível em 10% para dinheiro total que está a pensar gastar no próximo mês, pois ao longo do mês você pode ter algum problema ou alguma das suas previsões podem estar erradas e, afinal o custo ser maior.

Se os seus rendimentos também forem variáveis, é importante ter uma estimativa muito próxima da realidade. Mas é necessário ser prudente, se não quer pensar que tem bastante dinheiro disponível, quando na realidade você tem muito menos.

No caso dos gastos serem maiores do que o rendimento disponível, você terá que gastar menos dinheiro em coisas inúteis, como o telefone, Internet, roupa, viagens, entre outras coisas. Você terá que gastar menos para equilibrar as suas finanças pessoais. Se esta situação se repetir durante vários meses seguidos, este seria um bom momento para repensar a sua situação e passar a tomar medidas mais profundas, como alugar uma casa em vez de pagar hipoteca, mudar de emprego, reduzir os consumos e começar a investir dinheiro ou procurar por rendimentos extra.