Consolidação de dívidas dos Cartões de Crédito

Publicado a 4 Novembro 2012

Os cartões de crédito são cada vez mais populares e o seu uso é cada vez maior, contudo, o número de pessoas endividadas e a quantidade de dívidas continua a acelerar a um ritmo dramático. Uma das soluções para reduzir as dívidas do seu cartão de crédito é optar pela consolidação do dinheiro que está a dever ao banco. Pode levar a cabo a consolidação, através de um pedido de empréstimo ou transferir todas as suas dívidas dos cartões para um cartão que tenha taxas de juro mais baixas.

Exemplo de consolidação de dívidas do cartão de crédito

Suponhamos, por exemplo, que está a dever 100€ num dos seus cartões de crédito e que a TAE (Taxa Anual Equivalente) é de 18%. Se a sua dívida continuar em 100€, durante um ano vai pagar cerca de 18€ em juros. Se consolidar essa dívida do cartão de crédito com um empréstimo com uma taxa de juro mais baixa, o fizer a transferência do valor por pagar para outro cartão de crédito com uma taxa de juro mais baixo, poderá poupar dinheiro.

Se o novo empréstimo de dinheiro ou o cartão tiver uma taxa de juro de 9% TAE então, num só ano vai pagar menos 9€ em juros. Isto pode parecer pouco dinheiro, mas se conseguir poupar 9€ num dívida de apenas 100€, se tivesse dívidas de 10.000€ você pouparia 900€ e se o valor por pagar ainda fosse maior, maior será a poupança. Com esta poupança em termos financeiros, você poderá usar para pagar outros créditos ou resolver a sua situação de incumprimento.